Interagindo

Parece que o dinamarquês Jeppe Hein tirou da nossa concepção que os bancos das praças são feitos em padrões e estão ali apenas para se sentar. Com formas um tanto quanto inusitadas Hein traz bancos que oferecem interação, tanto com o usuário como com o objeto. É certo que alguns desses bancos não possibilitam ao espectador utiliza-los para a sua devida função, mas se tornam interessantes obras de arte, nos levando a pensar sobre a funcionalidade das coisas.

Confiram!

Jeppe ainda possui outros projetos, olhem só.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: